PERGUNTAS FREQUENTES

Que forma de identificação é necessária para a doação de sangue?

É necessário a apresentação de um documento original com foto, expedido por órgão oficial. Exemplos: Carteira de Identidade (RG), passaporte, Carteira de Trabalho física, Carteira de Identidade de Profissional, Carteira Nacional de Habilitação com foto e Certificado de Reservista.

 

Posso utilizar a CTPS Digital como documento de identificação?

Não. A CTPS Digital possui validade como documento para fins de acompanhamento do contrato de trabalho, não sendo válida como documento de identificação.

 

É necessário estar em jejum para doar sangue?

Não. O candidato não deve estar em jejum. Sugerimos que você tenha uma refeição balanceada, evitando consumir alimentos gordurosos no dia da doação.

 

Quanto tempo dura a doação de sangue?

Todo o procedimento (cadastro, triagem hematológica, triagem clínica, coleta do sangue e lanche) dura em média 60 minutos.

 

O que é feito com o sangue que doamos?

A bolsa de sangue, após a coleta, é fracionada em componentes sanguíneos (concentrado de hemácias, plaquetas e plasma) que são utilizados em diferentes pacientes. Cada hemocomponente é utilizado para uma determinada finalidade e tem uma validade específica. Esses componentes são disponibilizados para uso apenas após o resultado dos exames sorológicos.

 

Quantas vezes por ano posso doar sangue?

Homens: intervalo mínimo de 60 dias com até quatro doações no período de 12 meses.

Mulheres: intervalo mínimo de 90 dias com até três no período de 12 meses.

 

A mulher pode doar sangue durante o período menstrual?

Sim.

 

É necessário realizar algum exame antes para poder doar sangue?

Não é necessário, pois no dia da doação você irá passar por uma avaliação (triagem clínica) e estando apto a doação serão colhidos também os exames de sorologia.

 

Quais os exames são realizados no sangue coletado?

São eles: testes sorológicos para Hepatite B e C, Chagas, HIV, Sífilis, HTLV-I/II e determinação de grupo sanguíneo AB0/Rh. Os exames efetuados são aqueles estipulados pela legislação em vigor, determinados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde. 

 

O que acontece caso seja encontrado algum exame laboratorial alterado na doação?

Nesse caso, o candidato será convocado por carta registrada no endereço que indicou ou mensagem via WhatsApp para apresentar-se novamente ao Hemocentro para ser coletado uma segunda amostra de sangue.

  

Quem doa tem direito a atestado de doação de sangue?

O inciso IV do artigo 473 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) dispõe que o empregado poderá deixar de comparecer ao serviço sem Prejuízo de salário, por um dia, em cada 12 (doze) meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada.

Lembrando que, caso o candidato à doação fique inapto durante a triagem clínica, será emitido uma declaração de comparecimento.

 

Posso pegar alguma doença doando sangue?

Não. Os procedimentos realizados nos serviços sob controle da Secretaria de Saúde, como Hemocentros, Hemonúcleos e Agências Transfusionais, seguem padrões de qualidade e segurança. Dessa forma, não existe a viabilidade de contagiar-se doando sangue.